Posts

Tóquio tem reclamações de crianças em creches e pode alterar regras de poluição sonora

-
O governo metropolitano de Tóquio está alterando as regras na área de poluição sonora em um esforço para diminuir a reclamação do barulho realizado por crianças da pré-escola.

O assunto surgiu durante a abertura de um berçário na cidade de Meguro Ward que ultrapassou os níveis de ruídos especificados. A utilização do espaço foi suspensa por tempo indeterminado devido à oposição dos moradores locais.

A creche Sakurasaku Hoikuen destaca um dos muitos obstáculos enfrentados pelo primeiro-ministro Shinzo Abe que deseja incentivar as mães ao retorno para o mercado de trabalho e assim revitalizar a economia, que sofre de uma força de trabalho cada vez menor em meio a uma baixa taxa de natalidade e maior expectativa de vida.

Uma petição para desativar a creche de Meguro Ward atraiu mais de 200 assinaturas, levando a empresa a mudar os planos e suspender o atendimento.

“Nós realizamos todos os requisitos necessários para utilizar o prédio, e não somos obrigados a obter a aprovação dos moradores locais”, disse o porta-voz. “Mas teremos que suspender o serviço para obter um bom relacionamento com os moradores da região.”

Os moradores reclamam principalmente do barulho, mas disseram que também estavam preocupados com os pais bloquearem um estreito beco em frente ao prédio com carros ou bicicletas.

Em outubro passado, um homem foi preso por supostamente ameaçar um pai com um machado perto de uma creche no bairro de Kokubunji, aparentemente irritado com o barulho do estabelecimento.

Quase 20% dos pedidos para construir novas creches em um bairro residencial de Setagaya foram atrasados ​por ​queixas de moradores, informou o prefeito à mídia local. Cerca de 43 mil crianças estão à espera de vagas em creches no Japão, relata o ministério do trabalho que aguarda o retorno das mães ao mercado de trabalho.