Posts

Perda auditiva é mais comum em jovens do que em idosos

-
As mudanças de nosso estilo de vida e de alguns hábitos está causando uma mudança na faixa etária de quem reclama de problemas na audição; associamos problema de ouvir aos idosos, mas especialistas informam que a faixa etária que atualmente possui mais perda auditiva está entre os jovens.

Médicos informam quem está cada vez mais frequente adolescentes reclamarem de zumbido do ouvido.
Um dos principais hábitos que causam estes problemas é o uso constante de fones de ouvido de smartphones, tocadores de MP3, ouvir TV ou o próprio computador em volume alto. O abuso no consumo de bebidas alcoólicas, de cafeína, altos níveis de açúcar no sangue e o cigarro também impactam na saúde auditiva.

Os jovens também devem tomar cuidado com som alto durante festas e shows, o problema na maioria das vezes é considerado como temporário e não é encarado como algo mais sério.

Inicialmente os jovens não se incomodam com o barulho, mas com o passar o tempo o caso pode piorar, trazendo desconfortos na hora de dormir ou quando são realizadas atividades do dia a dia.

Aproximadamente 17% da população mundial têm zumbido no ouvido, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, o que corresponde a cerca de 278 milhões de pessoas. Só no Brasil o problema atinge 28 milhões.

Apenas 20% das pessoas que apresentam zumbido procuram o otorrinolaringologista, alguns zumbidos podem ser administrados com tratamento, mas vale lembrar que a perda de audição é irreversível.

Nos Estados Unidos o tema já virou campanha entre os jovens, leia sobre o concurso que conscientiza adolescentes sobre perda auditiva induzida por ruído e assista aos vídeos vencedores de concurso sobre perda de audição.

Fogos de artifício podem fazer mal à saúde, veja como se proteger

 

Com a chegada do fim do ano aparecem os excessos de barulho das festividades de Natal e véspera de ano novo, o aumento da poluição sonora atinge níveis intensos e os acidentes envolvendo fogos de artifícios é crescente.

O barulho dos tradicionais shows pirotécnicos e das altas caixas de som possuem um potencial de dano auditivo que costumam ser subestimados, podendo causar zumbido, perfurar o tímpano e até gerar algum tipo de perda auditiva.

É comum imaginar que o zumbido e a sensação de diminuição de audição que se seguem após um evento explosivo são normais, mas vale lembrar que o som é uma pressão sonora. Barulhos inesperados podem virar um trauma acústico, causando um rápido deslocamento de ar que pode lesar a sua saúde auditiva para sempre.

Um estudo americano informa que a média de som medida há três metros de explosões de fogos de artifícios são de 150 dB, o que excede o critério de risco para audição. Ruídos acima de 85 decibéis são prejudiciais à saúde auditiva e quanto mais repetitivos e/ou altos eles forem, pior será o dano na cóclea, órgão responsável pela audição sensorial- principalmente ruídos acima de 120 db.

Para proteger a audição nessa época do ano, a dica é manter-se o mais distante possível do local queima dos fogos, evitando a exposição ao volume excessivo dos rojões. Se manter distância dos fogos for inevitável, a melhor saída é utilizar protetores auditivos que o protegerão dos níveis mais altos de pressão sonora. Para quem for soltar fogos, recomenda-se optar pelos modelos com pouco barulho, hoje em dia existem diversas opções de grande beleza, com cores e efeitos, sem os tradicionais estouros.

Quando possível, procure um otorrinolaringologista e avalie como está sua saúde auditiva. Neste link é possível fazer um pré teste, antes da visita ao médico: http://biosom.com.br/teste-auditivo-online.

É preciso redobrar a atenção com crianças e idosos, pois nem sempre eles sabem informar o que estão sentindo após a exposição a um barulho intenso ou outros fatores.

Você quer ficar surdo???

-
PAIR (Perda Auditiva Induzida por Ruído) tem sido uma das principais causas de perda da audição mas a boa notícia é que ela é 100% prevenível.
Todos os indivíduos devem compreender os riscos do ruído e como isso pode prejudicar a saude auditiva.

 

3 coisas que seus ouvidos gostariam de dizer para você

-
Alguma vez você já olhou para o seu animal de estimação e desejou que ele pudesse dizer o que esta pensando?
Você poderia tentar visualizar esta conversa com partes de seu corpo. Será que estamos tratando bem de nosso organismo?
Um exemplo, você sabe o que está fazendo com seus ouvidos?

Se seus ouvidos pudessem falar, aqui está o que eles diriam:

– Nós não somos tão sujos quanto você pensa

Você foi ensinado que é necessário limpar os ouvidos com um cotonete, certo?!
Sempre queremos ter o canal interno do ouvido completamente limpo, e para a maioria de nós, este hábito começou quando éramos criança.
Mas a cera é benéfica para seus ouvidos, protegento a pele do seu canal auditivo e oferecendo uma proteção natural contra bactérias e água.
Quando a limpeza manual não é realizada, a cera migra naturalmente para fora de sua orelha.
Utilizar cotonete também pode empurrar a cera para dentro do ouvido, causando traumas na parede do canal auditivo ou na membrana timpânica.

Dica:
A melhor maneira de limpar seus ouvidos é utilizar uma toalha após o banho na área externa da orelha.

– As orelhas são completamente sob apreciadas
As orelhas oferecem funções que não estamos sequer conscientes, por exemplo, você sabia que o aparelho auditivo ajuda a equilibrar?
O ouvido interno tem duas funções: a audição e o equilíbrio.
Dentro do seu ouvido, temos minúsculas células que transportam informações de movimento e sinais diretamente para o cérebro.

Uma vez que o cérebro recebe as mensagens, ele processa as informações junto com outros sentidos e encaminha sinais para os músculos, mantendo um equilibrado perfeito.

– Sua audição não vai ficar melhor com a idade
Mesmo possuindo uma boa genética, nada pode protegê-lo de danos auditivos.
Tenha consciência e adquira medidas preventivas o mais breve possível.

A perda auditiva induzida por ruído afeta 1 em cada 6 adolescentes e os números estão subindo graças à nossa dependência da tecnologia (como fones de ouvido e sistemas de som).
Selecione abaixo algumas matérias sugeridas aqui no blog da Atenua Som:

8 Maneiras de melhorar sua saúde através do som

– Nosso mundo cada vez mais barulhento e está corroendo nossa saúde mental, custando nossas vidas” – esta é a declaração de Julian Treasure, presidente de uma empresa que presta consultoria acústica para grandes corporações em todo o mundo, blogueiro e já publicou alguns livros sobre questões fonéticas.

Neste vídeo, realizado no TEDGlobal 2010, Julian estabelece um plano de 8 passos para suavizar os ruídos e restaurar a nossa relação com o som.

Esse tipo de ruído, de acordo com a União Europeia, está reduzindo a saúde e a qualidade de vida de 25% da população da Europa (equivalente a 16 milhões de pessoas).

Atualmente muito do que ouvimos são ruídos, que nos rodeia o tempo todo, prejudicando o sono e afetando a saúde de aproximadamente 200.000 pessoas por ano na Europa.

Entre os destaques da apresentação, está a questão do uso de fones de ouvido.

Pesquisa revela de 10 milhões de americanos já apresentam sintomas de surdez – um em cada seis adolescentes americanos sofre de transtorno auditivo provocado por uso abusivo de fones de ouvido.

Este estudo constatou que 61% dos calouros universitários tinham a audição prejudicada pelo uso abusivo de fones de ouvido, criando uma geração inteira de surdos.

Confira outras publicações no Blog da Atenua Som com Julian Treasure:
– Som Ambiente: Especialista demonstra como somos afetados diariamente ,
– Arquitetura Invisível: Profissionais precisam ficar atentos aos detalhes acústicos e
– 5 Maneiras de Escutas Melhor

Série Barulhos Urbanos: Ruído excessivo atormenta os moradores das grandes cidades

Assista três episódios da série “Barulhos Urbanos” realizadas pela TV Record.

Barulhos Urbanos: Guarda de trânsito enfrenta sons acima do recomendado no dia a dia
Guarda de trânsito, mesmo com protetores, enfrenta barulhos altíssimos enquanto organiza o tráfego de veículos nas vias da cidade.

 

Barulhos Urbanos: Aeroviários sofrem consequências do trabalho na audição
Como o som da turbina de um avião, um aspirador de pó e a bateria de uma escola de samba podem trazer prejuízos irreparáveis à audição.

 

Barulhos Urbanos: Obras das Olimpíadas de 2016 tiram o sono dos vizinhos.
A paz das praias do Rio de Janeiro ganharam uma nova trilha sonora com a proximidade dos Jogos Olímpicos. Os vizinhos das construções convivem diariamente com barulhos incômodos das obras.

 

Alimentos para seus ouvidos

-
Sabemos o quanto é necessário cuidar de audição através de proteção auditiva, mas temos outras medidas para manter um relacionamento saudável com nossa audição, uma delas é com a alimentação.

Veja abaixo sugestões de quatro alimentos para incluir em suas refeições e que podem impactar sua vida positivamente no futuro:

– Banana
O magnésio encontrado em bananas podem proteger contra a perda de audição.
A fruta ajuda a expandir os vasos sanguíneos e pode melhorar a circulação. Este nutriente também ajuda a controlar a liberação de glutamato, um dos principais contribuintes para a perda auditiva induzida por ruído.

– Salmão
Um estudo australiano afirmou que o aumento da ingestão de ômega-3 encontrado em peixes – como salmão e sardinha – podem reduzir os riscos de perda auditiva relacionada à idade.
Indiferente de idade, duas porções de peixe por semana irá ajudá-lo a manter uma audição de qualidade.

– Brócolis
O brócolis é rico em vários tipos de nutrientes, entre eles vitamina K, vitamina C e fibras.
Estes nutrientes podem desacelerar os radicais livres e evitar que danifiquem tecidos sensíveis aos seus ouvidos.
Cozido, grelhado ou cru, lembre-se de adicionar este vegetal em sua dieta.

– Chocolate
Ao passar dos anos, a parte interna de seu ouvido se torna mais suscetível à perda auditiva.
Uma ótima maneira de construir uma melhor resistência é comer chocolate meio-amargo.
O chocolate é rico em zinco, um nutriente que pode ajudar seu organismo e evitar a perda de audição relacionada com a idade, por isso quanto mais cedo você começar a saborear moderadamente um pedaço de chocolate por dia, o melhor!

Assista aos vídeos vencedores de concurso sobre perda de audição

A campanha Listen Carefully 2015 criada pela fundação americana Starkey Hearing para conscientizar adolescentes sobre a perda da audição induzida recebeu mais de 3 mil vídeos produzidos por jovens estudantes.

O vencedor foi “Protect Your Ears” (Proteja seus ouvidos) – vídeo em que alerta sobre o volume alto utilizado fones de ouvido. A equipe, formada por três alunos do ensino médio, trabalhou durante 22 horas para filmar, editar e produzir o vídeo.

Confira o vencedor:


O segundo lugar ficou com a produção “The Meaning of Sound” (O Significado do Som) e destaca a importância para o privilégio de ouvir até o som do cotidiano.

Um dos participantes declarou que ter uma avó com problemas de audição, trouxe um elemento pessoal para a competição -“Eu sei como é difícil se comunicar após a perda de audição. Eu estava animado para fazer a diferença e difundir a conscientização.”

O terceiro lugar é chamado “Effects” (Efeitos) e enfoca o volume da música em shows e festas.
Pianista desde os 5 anos, o idealizador realizou uma pesquisa e acabou mudando seu ponto de vista sobre o volume do som em shows e festas depois de saber que 1, a cada 8 adolescentes, tem perda auditiva induzida.

Confira o vídeo:

 

5 Maneiras de Escutar Melhor

(selecione a tradução para português no vídeo)

Julian Treasure, que foi destaque nos posts: Som Ambiente: Especialista demonstra como somos afetados diariamente  e Arquitetura Invisível: Profissionais precisam ficar atentos aos detalhes acústicos

retornou ao TEDGlobal 2011 e comenta que estamos em uma época cada vez mais cosmopolita, agitada e que os barulhos indesejados são uma presença constante, desta forma estamos perdendo a habilidade de escutar.

Neste vídeo, Treasure compartilha cinco maneiras de ressintonizar seus ouvidos para escutar conscientemente o mundo ao nosso redor, afinal, passamos cerca de 60% do tempo utilizando comunicação sonora.

Atualmente, Julian Treasure divulga seu livro “Sound Business”, que defende que os hábitos de cada pessoa influenciam a forma como ela é ouvida — seja em uma conversa particular ou em uma reunião com a equipe de trabalho.